Login form protected by Login LockDown.


grooveshark_finalizaO Grooveshark sempre foi um dos serviços de streaming de músicas mais controverso de todos. A polêmica gerada pelas não muito claras diretrizes de respeito às leis autorais fizeram dele um sistema nada querido pela indústria fonográfica. Recentemente, quase cinco mil músicas no Grooveshark foram consideradas ilegais e a multa imposta poderia chegar à marca dos US$ 730 milhões.

Por causa disso, o Grooveshark anunciou há pouco que está encerrando as suas atividades no mercado de todo o mundo. Isso mesmo… A partir de agora não é mais possível acessar o serviço de streaming. Todos que tentam fazer isso se deparam com uma mensagem de despedida enviada pela equipe de desenvolvimento do serviço, que diz “Adeus” depois de quase dez anos de atividades.

No anúncio, o Grooveshark assume ter falhado na questão de licenciamento das músicas, “apesar das melhores intenções”. Também foi revelado que o encerramento das atividades faz parte de um acordo com algumas das maiores gravadoras do planeta, assim como a limpeza de servidores e exclusão de qualquer trabalho que seja protegido por algum tipo de lei autoral vigente.

recado_grooveshark

Outro recado foi dado em relação aos concorrentes: “Quando começamos, poucos serviços ofereciam o que nós queríamos oferecer e o que vocês mereciam. (…) Hoje há centenas deles que são amigáveis e que tem preços justos, incluindo Spotify, Deezer, Google Play, Beats, Rhapsody e Rdio”.

Que o Grooveshark descanse em paz!

Fonte:  Grooveshark e TecMundo