Login form protected by Login LockDown.


ANÁLISE: CD O milagre sou eu – Eyshila


Warning: A non-numeric value encountered in /home/casagospel.com/www/wordpress/wp-content/themes/15zine/library/core.php on line 4197

O álbum foi lançado na primeira semana de Novembro de 2016, chegou em nossa redação 10 semanas depois. O projeto foi liberado pela Central Gospel Music, lançamento muito aguardado, e é uma pena que o mesmo não chegou em nossas mãos antes, estávamos curiosos em ouví-lo e compartilhá-lo com vocês as nossas percepções sobre o projeto.

Trata-se do 12° álbum da cantora Eyshila. Ao ouvir o álbum pela primeira vez, antes mesmo de pensar na construção desta matéria, ouvimos que Eyshila continua no pop com aquele ar congregacional, porém sem muitas novidades na sonoridade, podemos dizer que está até mais clean que o antecessor, a produção musical de 12 daixas, de 13 que estão no álbum são de Sérgio Assunção, uma ficou com Emerson Pinheiro, a que da faixa-título. A produção não traz nada que dificulte o pessoal das igrejas em executar as músicas no período de louvor em suas igrejas locais.

A cantora já trouxe ao mercado grandes álbuns como: Deus Proverá, Na casa de Deus Terremoto, porém os atuais não estão com essa bola toda e o número de músicas emplacadas cai a cada álbum, até chegar a nenhuma música com notoriedade no mercado com seus álbuns lançados pela Central Gospel Music: Jesus, o Brasil Te adora e Deus no Controle onde nenhum desses álbuns teve uma repercussão que valesse a pena comentar.

O álbum marca uma fase difícil da cantora, passando pela perda de seu filho mais velho Matheus Oliveira e tomou conta das redes sociais e os meios de comunicação, o mais interessante em tudo isso é que a mensagem e posicionamento da cantora sempre foram muito firmes e fiéis à sua fé em Deus. Durante essa fase de luto da cantora chegou ao mercado o álbum O milagre sou eu, que podemos dizer que é CD mais introspectivo e participativo de toda a carreira de Eyshila. Esse tipo de experiência traz canções que fogem da realidade e traz à tona o mais íntimo de artistas como a Eyshila, que fora cantar também compõe as suas próprias canções. E falando em Eyshila sempre podemos nos surpreender. Não é à toa que ela é um dos maiores nomes da música cristã da atualidade.

O CD abre com a faixa O milagre sou eu, composição de Eyshila. Composta dois dias após a morte de seu filho. Não poderia ser mais intimista, mas a música fica mais pessoal ainda quando seu filho Lucas Santos, participa em um duo com a cantora. Na letra “A dor não mata, se Deus está presente só quem caminha com Ele entende”. Forte, não? A história por detrás da canção chama a atenção do início ao fim, e sim é a faixa certa para abrir o álbum. A melodia é de fácil assimilação, algo que Eyshila leva muito bem.

“Mas se Ele não quer que aconteça do meu jeito, eu declaro que eu aceito, e agora o milagre sou eu”.

A faixa é a única em que Emerson Pinheiro produziu no álbum. Dentre os produtores que já trabalharam para a cantora, ele e Rogério Vieira são os que melhor casaram com a proposta musical da cantora.

As primeiras faixas do álbum como Digno composta por Marcos BrunetDescanse o seu coração de Eyshila com Delino Marçal, Licença pra Vida de Eyshila chamam muito a atenção pela contextualização usada, segue todo um roteiro sobre o momento em que a cantora passou recentemente, uma mais profunda que a outra. Digno é a maior faixa do álbum com 7m27s, trata-se vamos dizer assim de uma versão. O compositor é brasileiro, porém investiu sua carreira no mercado latino. Descansa o seu coração e Licença pra vida trazem continuidade à faixa-título do projeto. “Tua presença é a licença que eu tenho para a vida. Consolador, Redentor. Ninguém pode impedir teus planos, autor da minha fé. Dono do fôlego que me mantém de pé”.

Como dito anteriormente, a direção musical do projeto está mais clean, diferente do anterior que estava bem prá frente e carregado de elementos produzido por Paulo C. Baruk. Não me empolgo muito com as produções do cantor e compositor.

O projeto começa a ficar irregular e entra em uma ‘vibe’ completamente diferente, com uma impressão de ‘dois em um’. a partir da faixa Batiza com fogo. Esta já tinha sido apresentada para o público em suas redes sociais e canal do YouTube. A música versa sobre Atos 2.2,3: “De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles”. Musicalmente é o que a cantora traz de grandes singles em seus projetos.

A sugestão que deixaríamos para a cantora, seria a de quebrar o projeto em dois EPs, um mais autobiográfico e outro falando da temática Presença, que era o que a cantora já estava trabalhando antes do acontecimento.

Seja Bem-Vindo originalmente gravada no CD Na Casa de Deus, outra faixa perdida. Juta-se a Em Tua presença que gravada por Fernanda Brum, no álbum Apenas um Toque, e também a compositora da faixa Alda Célia, também a gravou no CD lançado pela Som Livre.

Saudade, a penúltima faixa, traz um solo do filho da cantora Lucas Santos. O roteiro por trás do álbum fica bem evidente nesta faixa. Maravilhosa canção, a faixa foi composta por ele também, claro, para expressar esse triste presente momento e um futuro glorioso: “Eu ainda vou ver o seu rosto outra vez, juntos iremos ter. A alegria de viver viver num lugar que é difícil explicar, hão vai haver dor e nem por que chorar, memórias ruins todas vão se apagar, com o nosso Deus vamos juntos morar”.

“A escolha do espelho na capa do CD representa o enfrentamento da nossa realidade. Nossas lutas, dores, lágrimas e imperfeições são demostradas através do espelho. Porém, além de toda transitoriedade da nossa essência humana, o espelho também mostra que com Deus podemos superar todas as coisas”. Eyshila

Destaque para o projeto gráfico a cargo da Wash Arte, as pinturas aquarelas por Eudes Correia. No YouTube disponibilizaram o projeto gráfico em vídeo.

O álbum foi muito aclamado e aguardado pelos seguidores da cantora, por tudo o que já comentamos acima, e também pela mídia em torno do nome da Eyshila nos últimos meses. Pra quem não sabe, a cantora e sua família se mudaram para a cidade de São Paulo, estão congregando na primeira ADEVEC, Assembleia de Deus Vitória em Cristo, da capital paulista, em um bairro na zona leste, Móoca. E com toda a repercussão, pessoas que não conheciam a cantora, passaram a conhecê-la e também a admirá-la e ouvir suas canções.


Selo: Central Gospel Music
COMPRAR CD

Playlist: O Milagre Sou Eu | Digno | Descanse o Seu Coração | Licença para a Vida | Batiza com Fogo | Teu Reino | Presença | Em Tua Presença | Seja Bem-Vindo | Teu Óleo Vim Buscar | Me Guardará | Saudade | O Milagre Sou Eu (Instrumental)

CD: O milagre sou eu - Eyshila
7.5NOTA