Login form protected by Login LockDown.


decorodrigues1Ele é compositor, vocal de apoio, baixista e um dos fundadores do grupo Trazendo a Arca, uma das bandas congregacionais mais conhecidas no Brasil, com dez anos de existência e já vendeu mais de seis milhões de cópias. Nesta entrevista gentilmente cedida pelo músico, conta detalhes de sua vida musical, o Trazendo a Arca e os projetos futuros da banda, com destaque para o novo CD “Na Casa dos Profetas” que chegou às lojas no último semestre do ano de 2012.

MISSÃOGOSPEL: Em primeiro lugar, gostaria de lhe agradecer por conceder essa entrevista. Como ocorreu sua conversão e o início de sua vida musical?

DECO RODRIGUES: É sempre um prazer responder! Antes de tudo quero profetizar toda sorte de bênçãos sobre a tua vida. Sou filho de pastores “Silas e Gersina Rodrigues”, criado desde que nasci num lar evangélico e por consequência dentro de uma igreja evangélica (Assembleia de Deus na época). Ali se deu a minha iniciação musical, como era filho de pastor, nos cultos durante a semana onde geralmente os músicos não costumavam ir meu pai me obrigava a tocar (risos), então tive que aprender de tudo um pouco: violão, guitarra, bateria, baixo. Com o tempo tomei gosto pelo estudo e me formei em violão clássico na Academia Federal de Música Vila Lobos. Movido por um concurso para sargento músico fui estudar baixo acústico e elétrico, onde encontrei minha realização musical, passando em 1º lugar do Brasil em 2002.

MISSÃOGOSPEL: Você fez parte do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, conhecido nacionalmente como Toque no Altar. Como ocorreu sua entrada no grupo?

DECO RODRIGUES: Entrei para o Ministério Apascentar de Nova Iguaçu no final de 2001. Em 2002 nós não tínhamos intenção de gravar CDs e eu era contratado por um salário mínimo para tocar na igreja, inclusive eu tive que escolher entre continuar na igreja como músico em tempo integral ou entrar para a Orquestra Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais – concurso que eu havia sonhado muito e passado em 1º lugar em 2002 como mencionei anteriormente. Essa decisão chocou minha família e amigos, mas decidi obedecer à voz de Deus. Só em 2003 gravamos nosso primeiro álbum, o Toque no Altar.

MISSÃOGOSPEL: Dois grandes clássicos de sua carreira e do próprio Trazendo a Arca são os discos “Olha pra Mim” de 2006 e “Marca da Promessa” de 2007. Poderia nos contar detalhes técnicos da gravação e produção e como surgiram as composições dessas obras?

DECO RODRIGUES: No disco “Olha pra Mim”, o último lançado como Ministério Toque no Altar basicamente foi feito como nos outros álbuns: a parte de composição (Luiz Arcanjo, Davi Sacer, Ronald Fonseca e eu), sendo que nosso desejo era que tivesse uma orquestra de cordas maior que nos outros CDs. No álbum “Marca da Promessa”, queríamos dar uma maior atenção aos backing vocals e uma mixagem mais pop.

MISSÃOGOSPEL: Ainda em 2007, já com o nome Trazendo a Arca vocês gravaram o primeiro álbum internacional do conjunto, “Ao Vivo no Japão”. Como foi gravar este disco em um lugar tão distante?

DECO RODRIGUES: Esse CD foi muito rústico, gravado com um “laptop”, uma pequena placa de som e muita vontade de abençoar o Reino de Deus. A intenção desse trabalho foi reverter a sua renda em missões no Japão junto com o pastor Ricardo Kitaoka – brasileiro erradicado no Japão. Graças a Deus essa coletânea teve êxito em vendas, chegando até a nos surpreender, cumprindo com o propósito no qual foi criado.

MISSÃOGOSPEL: Em 2008 o Trazendo a Arca gravou o elogiado DVD Ao Vivo no Maracanãzinho dirigido pelo Hugo Pessoa que sem dúvida é um trabalho inesquecível na carreira do grupo. O que este trabalho significa pra você e quais foram os desafios para a gravação naquele ginásio?

DECO RODRIGUES: Esse DVD é um marco em nossa história! Havíamos acabado de sair do Ministério Apascentar de Nova Iguaçu e, como todos se lembram sofríamos muitas perseguições em todo o tipo de mídia. Quando começamos a sonhar com esse projeto, as pessoas eram unânimes em dizer que não daria certo por ser um projeto audacioso demais, por ser muito caro e envolvendo milhares de pessoas. Após muitas orações, Deus nos deu a certeza que deveríamos continuar com o projeto. Sem patrocinadores, gravadoras e até alguns pastores famosos torcendo contra, fomos com a fé a coragem em frente! Deus abençoou tanto aquele dia que, além de lotar o Maracanãzinho, ainda ficaram cinco mil pessoas do lado de fora! Tivemos alguns contratempos, como algumas catracas eletrônicas quebradas, mas nada que atrapalhasse a realização do evento.

MISSÃOGOSPEL: Como compositor você já escreveu muitas canções em parceria com outros integrantes do Trazendo a Arca, como “Na Côrte do Egito”, “Marca da Promessa”, “Serás Sempre Deus”, “Trazendo a Arca” dentre outras, sem citar as gravadas por outros cantores. Qual é a canção de sua autoria que você mais se identifica?

DECO RODRIGUES: “Serás Sempre Deus” – dado o momento que estávamos atravessando, essa música me abençoou demais!

MISSÃOGOSPEL: Em 2011 vocês gravaram o primeiro DVD internacional na carreira, o Live in Orlando, sem dúvida um trabalho ousado e pouco comum na música cristã brasileira. Quais foram os desafios que vocês enfrentaram nessa gravação?

DECO RODRIGUES: Muitos foram os desafios! É uma marca do Trazendo a Arca fazer o “diferente” sempre. Nós sabíamos que em qualquer lugar do Brasil teríamos um público muito grande e até recebemos algumas propostas de prefeitos para patrocinar todo o DVD, mas queríamos algo diferente! Queríamos algo que não fosse parecido com um show e sim com um culto em uma igreja. A decisão de gravarmos o DVD nos EUA foi em uma época que estávamos em turnê pela América e ouvíamos muitas pessoas dizerem “como sinto saudades do Brasil”, “sinto falta dos grandes eventos, grupos de louvor, da adoração apaixonada dos brasileiros”. Então Deus começou gerar em nosso coração o desejo de trazer um pouco do que temos no Brasil para a América. É claro que toda a questão de logística nos custou o dobro do preço; existia também o desafio do idioma e da cultura local, pois toda a técnica era composta por americanos, inclusive a orquestra de cordas e metais, mas Deus honrou e foi maravilhoso o resultado final.

MISSÃOGOSPEL: No mês de agosto/ 2012 o Trazendo a Arca fechou contrato com a CanZion. Como se deu esta contratação?

DECO RODRIGUES: Foi um convite do Pr. Daniel Romero (presidente da CanZion Brasil) junto com o Pr. Marcos Witt (CánZion Mundial) que são nossos amigos. Conversando sobre nossos sonhos de gravar um CD em espanhol, a CanZion colocou-se à disposição com seu trabalho de distribuição, que muito nos interessou, pois ela é a maior distribuidora do mercado hispânico e achamos conveniente que distribuíssem no mercado nacional também.

MISSÃOGOSPEL: Durante a Expocristã foi lançado o álbum triplo “10 Anos” comemorando os dez anos do grupo. Como foi a escolha do repertório? O disco foi remasterizado?

DECO RODRIGUES: Foi muito difícil a escolha, mas preferimos lançar as que são mais cantadas nas igrejas e eventos. O álbum não foi remasterizado, apenas adicionado cada fonograma.

MISSÃOGOSPEL: Falando em comemoração, é notável que 2012 foi um ano muito importante para o Trazendo a Arca pela comemoração dos dez anos de carreira. Olhando para trás, qual foi a experiência mais inesquecível que você teve com o grupo?

DECO RODRIGUES: É muito difícil dizer uma experiência somente, mas o que mais marca não é o trabalho que aparece para o público e sim os momentos que temos juntos orando, confraternizando, chorando, rindo, etc. Um evento que ficou marcado foi a Marcha pra Jesus de SP de 2008 que tinha 3 milhões de pessoas dançando “para direita e para a esquerda”. Foi muito legal.

MISSÃOGOSPEL: Em novembro de 2012 chegou nas lojas o CD “Na Casa dos Profetas”, o quinto de vocês gravado em estúdio desde Marca da Promessa. Gostaríamos de saber como surgiram as composições dessa obra?

DECO RODRIGUES: Esse álbum irá surpreender a todos! Está com uma levada e arranjos diferentes e composições ousadas, após 10 anos, já estava na hora de dar uma repaginada.

MISSÃOGOSPEL: Vamos falar de projetos futuros: Após tantos anos em que os integrantes do Trazendo a Arca citavam a vontade de gravar um álbum em espanhol ele finalmente será lançado. Por que a gravação e o lançamento deste disco atrasaram tanto? Há previsão de lançamento ou vocês preferem não dar uma data ainda?

DECO RODRIGUES: Por enquanto não posso citar a data, mas a nossa vontade é que seja lançado na ExpoLit nos EUA em maio de 2013. Esse atraso se deu por não ser um CD de carreira e sim um trabalho alternativo, visto que temos muitos eventos no Brasil e as gravações dos DVDs e CDs foram adiando um pouco esse projeto. Agora decidimos encarar esse desafio depois de saber que nossas canções já são traduzidas e muito tocadas nas igrejas hispânicas nos EUA e em toda América Latina.

MISSÃOGOSPEL: Recentemente foi anunciado que vocês pretendem gravar um documentário musical em 2013 em várias cidades, como Dubai. Como será a gravação e a produção deste trabalho?

DECO RODRIGUES: Será gravado em Dubai e Israel durante a caravana Trazendo a Arca em Israel 2013. Lembra-se que disse anteriormente que gostamos de fazer o “diferente”? Então, esse é o nosso projeto para a gravação do próximo DVD, que terá um roteiro bem diferenciado, não sendo apenas um DVD tocado, mas também com mensagens rápidas entre as músicas e mostrando imagens de Israel e Dubai.

MISSÃOGOSPEL: Um assunto bastante especulado pelo público é a gravação de um álbum instrumental pelo Trazendo a Arca. Vocês tem vontade de fazer algum trabalho do tipo?

DECO RODRIGUES: Sim. Eu particularmente já estou fazendo todo o projeto.

MISSÃOGOSPEL: Quais são suas influências musicais, tanto cristã quanto secular?

DECO RODRIGUES: Procuro ouvir de tudo um pouco, claro que tem muita música que é impossível de se ouvir (risos).

MISSÃOGOSPEL: Certamente em sua vida há discos que se destacaram, seja pela qualidade ou por questões pessoais. Quais são os álbuns mais importantes da sua vida?

DECO RODRIGUES: É difícil escolher só um álbum, pois cada álbum é como se fosse um filho gerado em épocas especiais e distintas, mas poderia citar o álbum “Olha Pra Mim”, “Marca da Promessa” e o mais recente “Na Casa dos Profetas”.

MISSÃOGOSPEL: Gostaríamos mais uma vez de agradecê-lo pela entrevista. Para finalizar, poderia deixar um recado para o público que leu esta entrevista?

DECO RODRIGUES: Obrigado pela oportunidade de poder falar um pouco mais da minha vida e do Trazendo a Arca e quero desejar para vocês um dia cheio da presença de Deus que é o mais importante de tudo! Continuem firmes, mesmo em momentos de dificuldade, pois por experiência própria, Deus está vendo tudo e no final te recompensará. Abraços.

O CasaGospel extraiu a entrevista do portal Missão Gospel, agradecemos a liberação por parte do Tiago Abreu parceiro do portal.